Argo Seguros lança seguro para bicicleta elétrica

A seguradora que mais comercializa seguros para bicicletas de alto valor agregado no Brasil – aqueles modelos entre R$ 2 mil e R$ 70 mil – agora está trazendo uma novidade. A Argo Seguros acaba de anunciar um produto específico para bicicletas elétricas, com os mesmos limites de aceitação e coberturas.

O novo seguro é voltado para bikes elétricas sem acelerador, com potência nominal abaixo de 800 watts, e sem sistemas que garantam o funcionamento do motor que não pelo pedalar do condutor. As coberturas oferecidas são para roubo e furto qualificado, acidentes e danos causados a terceiros (Responsabilidade Civil), e alcançam todo o território nacional. Nas renovações há um desconto de 10%, o que reduz o valor final para R$ 1,8 mil.

“Quando falamos em seguro, muita gente pensa apenas em roubo, mas a nossa experiência revela que 47% dos casos de sinistros estão relacionados a acidentes”, explica Janete Tani, gerente de Riscos Patrimoniais da Argo Seguros. “Por ser um segmento que está crescendo muito, principalmente entre as pessoas mais velhas ou iniciantes que estão comprando sua primeira bike elétrica, essa é uma proteção importante”, completa.

A forma de contratação é igual ao das bikes convencionais de alto valor agregado, ou seja, através da plataforma digital de distribuição de seguros, acessando o link Protector Bikes. Na página é possível conhecer mais detalhes do produto, suas coberturas, vantagens e benefícios exclusivos, e até fazer uma simulação online.

A proximidade da Argo Seguros com esse segmento começou no ano passado, quando a companhia se tornou patrocinadora do Bikxi, o primeiro táxi de bicicleta. Os modelos são elétricos, possuem dois lugares (um para condutor e o outro para o passageiro) e são pilotadas por profissionais treinados. Sua circulação acontece somente em ciclofaixas e ciclovias para garantir mais segurança e conforto aos passageiros, que por sua vez, podem ou não pedalar junto com o Bikxer (condutor).

O funcionamento é semelhante aos do taxis por aplicativo, onde o usuário solicita sua corrida através do app para um determinado trajeto. Ao pedir uma bike, o cliente informa sua localização e o destino para onde deseja seguir. Feito isso, a plataforma revela o caminho até o ponto de encontro da rota mais próxima. O passageiro também pode solicitar uma Bikxi diretamente na ciclovia, sem ajuda do aplicativo.

A Argo Seguros é uma companhia especializada em seguros de Transportes, Riscos Patrimoniais, Responsabilidade Civil Geral e Profissional. Através da sua plataforma digital Protector – www.argo-protector.com.br – oferece também proteção para prestadores de serviços, transportadores, bikers entre outros, sendo reconhecida no mercado pela qualidade dos produtos e excelência no atendimento aos segurados e corretores parceiros.

Bikes: bicicleta, brinquedo e educação para as crianças

Hoje em dia, a iniciação das crianças no universo dos esportes é uma tarefa cada vez mais difícil para pais, educadores e todos que acompanham o crescimento das crianças, principalmente, diante a concorrência com centenas de atrativos eletrônicos. Por isso, o mercado de artigos esportivos se esforça, cada vez mais para atrair e fazer parte do crescimento dos pequenos com tecnologias cada vez mais avançadas, seguras e profissionais. E no ciclismo não é diferente!

Apesar de parecer apenas uma brincadeira, andar de bicicleta desenvolve uma série de habilidades nas crianças. Quem explica é a ciclista e personal biker Ana Carolina Veiga, formada em Educação Física, cliente e participante/instrutora de grupos de pedal da Sportix Bike Shop, rede de bicicletas e acessórios voltada a ciclistas profissionais e amadores.

A atividade, que pode ser iniciada aos 18 meses, estimula desde o ganho da força muscular até a capacidade de tomada de decisão, além de favorecer os crescimentos físicos, mental e emocional. Para a especialista, o exercício ainda aumenta a resistência, e potencializa a velocidade e a agilidade.

“O ciclismo melhora as articulações, reforça o sistema imunológico, aumenta a capacidade respiratória, favorece o sistema circulatório, previne dores nas costas, fortalece os ossos, combate a obesidade infantil, reduz a quantidade de gordura corporal, favorece o fluxo de sangue e aumenta o cálcio dos ossos”, explica. “Além disso, auxilia a consciência sobre companheirismo, respeito, tolerância, solidariedade, além do desenvolvimento de um espírito de superação, segurança e confiança”, complementa.

Ela conta que quando os pais a procuram, um dos principais motivos é a dificuldade da criança pedalar em razão da falta de consciência corporal e da confiança. “A falta de paciência dos pais também gera insegurança, o que dificulta o aprendizado deles”, reforça. Seu objetivo é, então, fazer com que crianças e pais percam medos e inseguranças. “Isso requer um certo ‘jeitinho’ e tempo. É fundamental conquistar a confiança delas”, explica.

Dicas da especialista:

  • Pedale ao ar livre: A luz natural fornece vitamina D, e o ar fresco favorece o bom sono dos pequenos, durante a noite.
  • Segurança: Ofereça um ambiente sem obstáculos e perigos de trânsito, para as crianças pedalarem. E não se esqueça dos equipamentos de segurança, principalmente, o capacete.
  • A escolha certa: Ao comprar a bike, lembre-se que a bike da criança deve ser adequada ao tamanho dela.
  • Sem forçar a barra: não empurre a criança enquanto ela estiver na bicicleta, se esta não tiver rodinhas. Faça isso apenas quando o pequeno estiver preparado. Considere a coordenação da criança e o desejo dela em aprender a andar de bicicleta.

Equilíbrio em Movimento

A onda da vez para a criançada no ciclismo tem nome – se chama First Bike! Essa bicicleta, que também leva o nome da fabricante, chamou a atenção do mundo com a proposta de um modelo de bicicleta completamente inovador, que a Sportix Bike Shop, importadora oficial da marca no Brasil, distribui com exclusividade no país.

“Lançada há quase 15 anos, a First Bike é líder em vários países do mundo, principalmente, na Alemanha, nos Estados Unidos, Suíça e República Tcheca, onde ela foi desenvolvida. E a principal razão é a tecnológica avançada e o alto desempenho que oferece”, revela Fernando Lucas, diretor executivo da rede e ciclista há 25 anos.Indicada para crianças de 1 ano e 10 meses até 6 anos, a Fisrt Bike tem como caraterística principal a ausência de pedais e rodinhas de apoio, a fim de desenvolver, antes de tudo, o equilíbrio da criança. Parece estranho? Mas, isso é resultado do trabalho de anos de pesquisa de renomados estudiosos suecos e alemães e desenvolvedores da marca

“Eles chegaram à conclusão que ensinar a criança a andar de rodinha e, depois, tirá-las, é igual a ensinar alguém a andar de muleta e, posteriormente, a caminhar – o que não faz o menor sentido!”, acredita Lucas. “É um equipamento didático na formação do equilíbrio, da coordenação motora, da confiança das crianças”, reforça.

Segundo a personal biker Carolina, a First Bike ajuda no desenvolvimento neuropsicomotor. “Ela irá trabalhar o equilíbrio estático (que é a criança parada) e o dinâmico (a criança andando ou correndo)”, conta. “Além disso, a criança passa desse modelo para as bikes sem rodinhas – um grande avanço e conquista para ela”, acrescenta.

De acordo o diretor da Sportix Bike Shop, a criança aprende muito mais rápido a andar de bicicleta, desenvolvendo seu equilíbrio e adquirindo confiança sobre os movimentos do corpo. Lucas explica que é a flexibilidade do quadro da Fisrt Bike que possibilita isso. Além disso, o ciclista pontua outros grandes diferenciais importantes desse modelo de bike para os pequenos:

  • Material: é resultante da mistura de plástico com fibra de vidro, que é mais flexível e acompanha o movimento do quadril, do cavalo e das perninhas das crianças. Além de ser mais leve e seguro que os modelos de madeira e alumínio existentes no mercado.
  • Freios altamente eficientes e pneus com câmara de ar.
  • Guidão: vem com limitador de curso, para evitar que a criança caia.
  • Limitador do volante: é fundamental para que a criança, ao dobrar muito a roda da frente, não corra riscos de queda.
  • Peso: extremamente leve, uma criança de três ou quatro anos já consegue carregar a First Bike.
  • Ajuste de selim: pode ser elevado ou abaixado por qualquer pessoa facilmente, sem necessidade de ferramentas.
  • Independência: pai e mão não precisam acompanhar o densenvolvimento da criança na First Bike. Ao entender como ela funciona, naturalmente, a criança segue os movimentos sozinha na bike.

O ciclista finaliza explicando também que, além de ser um instrumento para ser usado como uma forma de aprendizado do processo “andar de bicicleta” – o “equilíbrio em movimento” –, a First Bike também é um brinquedo, podendo ser usado, posteriormente, pelos pequenos para, por exemplo, pequenas manobras radicais. “E ainda, é também um instrumento de educação. “É importante na formação e no desenvolvimento da criança. Usar uma bicicleta de equilíbrio acelera em 10 vezes alguns processos do aprendizado da criança”, finaliza.